Reunião da Rede Empresarial Brasileira de ACV no II Fórum BRACV

Publicado dia 10/05/2017

Representantes das empresas associadas discutiram os avanços realizados em cada Grupo de Trabalho e no cenário nacional

Em paralelo ao II Fórum BRACV, a Rede Empresarial Brasileira de ACV (REBACV) promoveu, no dia 10 de maio, na Embrapa Meio Ambiente, em Jaguariúna (SP), uma reunião com os representantes das empresas participantes, como Fundação Getúlio Vargas, Grupo Boticário, Enciclo, ACV Brasil, Arcelor Mittal, Braskem, Duratex, ABCV, Vale, Embrapa, Petrobrás, CETEM, Fundação Espaço Eco e Ibict.

Após as apresentações e uma rodada de informações administrativas da Rede, a reunião, dirigida pela Secretária Executiva da REBACV Sonia Chapman, teve seu ponto central no momento em que os representantes das empresas associadas discutiram os avanços realizados em cada Grupo de Trabalho e no cenário nacional referente à temática de Avaliação do Ciclo de Vida.

A REBACV foi formada em 2013, com a missão de mobilizar empresas, articular governos e educar o consumidor, visando incorporar a Avaliação de Ciclo de Vida como uma ferramenta para determinar a sustentabilidade de produtos e processos. Atualmente, participam da Rede mais de 40 organizações, de todos os setores (empresas, academia, governo e sociedade civil) e dos mais distintos segmentos da economia.

Para Tiago Braga, coordenador do Projeto de Avaliação do Ciclo de Vida do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict), a realização da reunião dentro do contexto do Fórum foi importante porque trouxe empresas que já tinham interesse em trabalhar com ACV para discutir estratégias de avanço da técnica no Brasil. “A REBACV tem buscado avançar na facilitação de apropriação da ACV pelas próprias empresas e também no entendimento dos impactos tanto na questão de rotulagem ambiental como na utilização de dados nacionais de atualização de inventários”.

Braga ainda ressaltou o papel do Ibict neste cenário e afirmou que a reunião presencial permitiu e fortaleceu a vinda das organizações associadas ao Fórum. “O Ibict tem ajudado a criar este contato entre as empresas e o governo e a escutar suas perspectivas de atuação dentro da temática de ACV”.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn