Simpósio Luso-Brasileiro de Ecologia Industrial e Gestão do Ciclo de Vida

Publicado dia 26/01/2018

O objetivo do Simpósio foi reunir docentes, discentes e pesquisadores nas áreas de Ecologia Industrial, Produção Mais Limpa e Gestão do Ciclo de Vida

Aconteceu nos dias 23 e 24 de janeiro, no auditório do Instituto de Pesquisa e Análises Físico-Químicas – IPAF, localizado na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) o Simpósio Luso-Brasileiro de Ecologia Industrial e Gestão do Ciclo de Vida. O evento foi promovido pelos grupos Bioenergia e Meio Ambiente (BioMA/UESC), Estudos em Materiais e Meio Ambiente (GEM²A/UESB) e Rede de Tecnologias Limpas (Teclim/UFBA), contando ainda com o apoio da Universidade de Coimbra (Portugal), do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente (Prodema/PPGDMA/UESC) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb).

A palestra de abertura contou com o professor Dr. Fausto Freire (Universidade de Coimbra), que apresentou “As atividades do Centro de Ecologia Industrial da Universidade de Coimbra”. Em seguida, os professores Dr. Luciano Brito Rodrigues (GE²MA/UESB), Dr. José Adolfo de Almeida Neto (BioMA/UESC) e o aluno de doutorado MSc. Diego Medeiros (Teclim/UFBA) apresentaram ao público os respectivos grupos de pesquisa. Ainda no primeiro dia, houve a participação de diversos pesquisadores envolvidos no projeto “Valorização de resíduos agroindustriais: criação massal e aplicação tecnológica da larva da mosca soldado negra ‘Hermetia Illucens’ (Fapesb 2017-2019).

No segundo dia, o evento foi voltado para os projetos de mestrado e doutorado dos membros atuais dos grupos BioMA/UESC e GEM²A/UESB, além de uma palestra do Prof. Dr. Luciano Brito Rodrigues (UESB) sobre o projeto de pesquisa “Aplicação dos princípios da Ecologia Industrial e Produção Mais Limpa em Cadeias Agroindustriais do Sudoeste e Sul da Bahia”.

O objetivo do Simpósio foi “reunir docentes, discentes e pesquisadores envolvidos em projetos ou interessados nas áreas de Ecologia Industrial, Produção Mais Limpa e Gestão do Ciclo de Vida, fortalecendo e ampliando as cooperações entre as universidades baianas e portuguesas nas áreas que incorporam o Pensamento do Ciclo de Vida, ou seja, a preocupação com todas as fases da cadeia produtiva (matérias-primas, produção, distribuição, armazenamento, uso, reaproveitamento e destinação final), dos principais (bio)produtos e commodities produzidas no Estado da Bahia”, disse o organizador do evento o Dr. Henrique Leonardo Maranduba, pós-doutorando no programa de Engenharia de Alimentos da UESB/Itapetinga e egresso do Programa de Desenvolvimento e Meio Ambiente da UESC.

*Com informações da Equipe organizadora do evento

 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn