GCV2018 reúne mais de 200 pesquisadores, profissionais e estudantes

Publicado dia 26/06/2018

O evento, realizado no Memorial Darcy Ribeiro (UnB), foi organizado pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict), em parceria com a Associação Brasileira de Ciclo de Vida (ABCV).

A sexta edição do Congresso Brasileiro sobre Gestão do Ciclo de Vida (GCV) reuniu em Brasília mais de 200 pesquisadores, profissionais e estudantes de diversos países para discutir o tema “Gestão da Informação Tecnológica para Sustentabilidade”. O evento, realizado no Memorial Darcy Ribeiro (UnB), foi organizado pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict), em parceria com a Associação Brasileira de Ciclo de Vida (ABCV).

O primeiro dia do congresso, iniciado no domingo (17), foi dedicado aos minicursos. Em um deles, foi apresentado o sistema desenvolvido pelo Ibict para integração da Plataforma Global de Acesso a Dados de ACV (GLAD), iniciativa mundial envolvendo diversos governos e na qual o Brasil tem atuação de vanguarda. O sistema chamado Rede Global de Acesso a Dados de ACV (Global LCA Data Access, em inglês) integra o Banco Nacional de Inventários do Ciclo de Vida (SICV Brasil) à Plataforma Glad. Com isso, permite a disponibilização de dados produzidos por pesquisadores e empresas brasileiras em uma plataforma internacional construída de forma conjunta entre 13 governos e a ONU Meio Ambiente.

As palestras e discussões tiveram início na segunda-feira (18). A mesa de abertura (foto) contou com Tiago Braga (IBICT), Gil Anderi (ABCV), Cecília Leite (IBICT), Andrea Semadeni (Embaixada da Suíça) e Kristina Bowers (UN Enviroment). Contemplando temas como economia circular, ecodesign, gestão do ciclo de vida nas organizações, comunicação e rotulagem ambiental e inventário do ciclo de vida, diversos pesquisadores e profissionais, brasileiros e internacionais, participaram do evento.

Entre os palestrantes estavam Amir Safaei (Ecoinvent), Diego Iritani (Upcycle), Jefferson Gomes (ITA), Kannan Govindan (Universidade do Sul da Dinamarca – SDU), Martin Baitz (thinkstep), Nongnuch Poolsawad (MTEC/Tailânia), Marzia Traverso (RWTH Aachen University), Marília Folegatti (Embrapa), Vincent Colomb (ADEME), Juliana Silva e Marcelo Meira (Fundação Espaço Eco), Beatriz Kiss (FGVces).

 

 

Depois foram feitos os agradecimentos aos comitês técnico e científico e as premiações aos melhores trabalhos. A melhor apresentação foi do artigo “Is it relevant to include capital goods in the Life Cycle Assessment of construction products?”, com autoria de Fernanda Belizario Silva, Olga Satomi Yoshida, Elisabeth Donega Diestelkamp, Luciana Alves de Oliveira, do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). A primeira autora do trabalho foi convidada a participar de uma pesquisa na sede da ecoinvent, em Zurich, com o objetivo de aprimorar a relação das bases de dados suíças com o com o Banco Nacional de Inventários do Ciclo de Vida (SICV Brasil).

Já o melhor pôster foi apresentado por Felipe Luiz Braghirolli, Diego Lima Medeiros, Jairo Dias e Paulo Roberto Sensi Filho. O primeiro autor do trabalho “Avaliação do Ciclo de Vida da produção de barbantes provenientes de retalhos têxteis” participará de uma pesquisa junto ao IBICT, em Brasília.

Ao final do evento, a pesquisadora Ana Passuelo, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), subiu ao palco para anunciar a sétima edição do Congresso Brasileiro sobre Gestão do Ciclo de Vida. O GCV 2020 acontecerá em Gramado, no Rio Grande do Sul.

 

Os anais do congresso, bem como o álbum completo de fotos serão divulgados em breve, aqui no site do ACV/IBICT. 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn