IBICT no Congresso Internacional Cidades Lixo Zero

Publicado dia 16/07/2018

Evento teve palestras, painéis, workshops e exposição com oportunidades de intercâmbio de conhecimentos e experiências.

Lixo zero é uma meta ética, econômica, eficiente e visionária para guiar as pessoas a mudar seus modos de vida e práticas de forma a incentivar os ciclos naturais sustentáveis, onde todos os materiais são projetados para permitir sua recuperação e uso pós-consumo.

Com objetivo de discutir estas questões, Brasília recebeu entre os dias 5 e 7 de junho o Congresso Internacional Cidades Lixo Zero (Zero Waste Cities), que contou com especialistas nacionais e internacionais em meio ambiente, gestores exemplares e governanças de cidades que implementaram o Programa Zero Waste e que já apresentam resultados consistentes.

O evento promoveu ainda a criação de diálogo e engajamento entre todas as partes interessadas: os Governos, a indústria, o cidadão, a sociedade organizada, comunidades, agências de cooperação, entidades de classe, especialistas ambientais, entre outros, para discutir prioridades ambientais para um novo modelo e como fomentar uma mudança cultural a nível nacional em um prazo curto.

O Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia – IBICT esteve presente com parte de sua equipe e realizou uma palestra sobre um projeto que está coordenando em parceria com a Fundação Nacional de Saúde – FUNASA.

“Na ocasião, apresentamos para pessoas da Amazônia Legal, inclusive representante de prefeituras, os objetivos do projeto: mapear como ocorre atualmente a gestão de resíduos sólidos na região, identificar formas de gestão modernas e adaptáveis ao contexto da Amazônia Legal e oferecer oficinas de capacitação em algumas cidades numa iniciativa piloto”, explica Tiago Braga, coordenador de Tecnologias Aplicadas a Novos Produtos do IBICT.

Os dados oriundos da pesquisa serão disponibilizados no VISÃO, um sistema desenvolvido pelo IBICT que possibilita a visualização de uma grande quantidade de informações de maneira dinâmica, a partir de uma única tela, permitindo a criação de relações entre indicadores de bancos de dados diferentes, além de ser uma ferramenta para apoio à tomada de decisões.

 

 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn